Garimpando em SP: Lorsa Jeans

Há um pouco mais de um mês eu comecei a trabalhar em Moema. Uma das primeiras coisas que percebi lá foi a variedade de comércio na região... é um lugar que tem desde agências bancárias a sapatarias, e isso me deixou muito feliz porque eu agora consigo resolver várias coisas pessoais no meu horário de almoço que em outros lugares eu não conseguiria.

Mas admito que no começo fiquei bem receosa em relação às lojas de roupas e sapatos do bairro pelo simples fato de eu estar em Moema!!! "Deve ser tudo caríssimo", pensei. E como meu autocontrole é quase inexistente nesses casos, eu nem olhava nada hahahahaha

Até que um dia fui almoçar com algumas meninas que trabalham comigo e elas entraram em uma das lojas. Acabei indo junto, meio que desconfiada, e aí percebi que estava sendo "preconceituosa" com o lugar... isso porque lá, apesar de ser um "bairro nobre" de SP, é cheio de lojas de fábrica! E uma delas é a Lorsa Jeans.



A loja (pelo menos essa unidade que eu fui) tem um bom atendimento, espaço bem legal, e uma ótima variedade de camisetas, camisas, blusas e roupa masculina... mas o forte deles mesmo - como o próprio nome sugere- são os jeans, e isso se reflete até nos preços: as roupas "de cima" (descrição péssima, mas não consegui pensar em nada melhor hahaha) não são caras, mas também não são muito mais baratas do que em outros lugares por aí... mas os shorts e calças jeans têm preços super acessíveis.

E o melhor: a loja, como eu disse antes, é de fábrica. Dentre os clientes deles, estão C&A, Memove, TNG e Siberian (a mulher da loja me disse no dia que eles atendem até a Zara, mas como isso não está no site, não posso afirmar com certeza... em relação as outras marcas, uma das meninas do meu trabalho me disse que comprou uma calça lá que estava até com a etiqueta da Siberian; e eu fui lá um dia depois de ter passado na C&A e vi as mesmas peças!). Ou seja: uma forma de comprar as mesmas coisas, que possuem qualidade e vestem muito bem, gastando cerca de, em média, 30 ou 40% a menos!

Com tudo isso somando-se ao meu quase-inexistente-autocontrole, não é de se admirar que eu saí de lá com uma sacola em mãos, né?! Trouxe pra casa uma calça jeans verde-escura que custou R$59,90 e uma blusa cinza de R$44,50. Moral da história: saí de lá bem satisfeita com minhas compras e achei que podia compartilhar esse "achado" com vocês.

Calça: total e detalhe

Camiseta: a foto não faz jus... e apesar de não ter sido "mega barata", é muitoooo confortável (e bonita!)


E pra quem não vai muito pra Moema, não se preocupe: a loja tem outras unidades na Mooca, Tatuapé, Bela Vista e no interior de SP, na cidade de Avaré (os endereços estão aqui).

Gostaram das compras?
Beijos!

P.S.: Não, isso não é um publipost, eu só gostei mesmo da loja! ;)

Em busca do Vestido Perfeito

Assim que ficou definido que eu iria participar do meu baile de formatura, eu já comecei a pensar em vestido... e isso apenas se intensificou no meio do ano passado quando eu assisti o ep. de Glee onde a Rachel foi "Prom Queen" (sim, eu sou uma gleek, e embora tenha 22 anos, ajo como se tivesse 12 em relação à série! hahaha) por dois motivos:

1 - Porque me identifiquei completamente com a seguinte frase de Miss Berry: "Next to my wedding, my prom dress will be the most important gown I'll ever wear" ("Depois do meu vestido de casamento, meu vestido de formatura será o traje mais importante que eu irei usar", em português);

2 - Porque o vestido dela era tãoooooo lindo que eu passei meses afirmando que iria mandar fazer um exatamente igual (Juro que nenhuma das fotos realmente faz jus ao quanto ele é lindo, sério).

Antes e depois da "coroação"

Vestido em detalhes

Única imagem que dá pra ver o sapato!; Momento mágico :)


Fiquei meses planejando, e na minha cabeça já estava tudo certo. Só que conforme o tempo foi passando, eu fui ficando muito em dúvida... não conheço nenhuma costureira muito boa, principalmente uma que faria um vestido desses... aí comecei a pensar no transtorno com tecidos, provas e várias coisas e isso foi me desanimando.

Até que um dia, tive um compromisso ali perto do shopping JK Iguatemi, e como cheguei cedo, fui lá xeretar as lojas para passar o tempo, até que cheguei na Topshop. Pra quem não sabe, a Topshop é uma fast fashion inglesa que chegou ao Brasil no ano passado. Estava lá, achando os preços dos jeans bem razoáveis, quando meus olhos brilharam: me apaixonei a primeira vista... não por qualquer vestido, mas pelO vestido!

Não, a especialidade da loja não são roupas de festa: ao contrário: Apesar de bem lindas, as roupas são bem cotidianas, e até os vestidos mais trabalhados são mais aquele estilo paetê-pra-balada, sabe? Mas o que eu achei era diferente: longo, bordado, digno de qualquer red carpet de Oscar formatura.

Nem tive tempo de provar naquele dia nem nada, mas assim como toda paixão, sempre difícil de esquecer, fiquei com ele na cabeça (sonhei com ele, na verdade... pra vocês verem a que nível chegou a obsessão da pessoa) e não sosseguei até voltar lá e comprar! E o mais incrível: ele não tem nada a ver com o vestido da Rachel, que eu tinha passado meses matutando: é azul marinho, cheio de pedrarias e com o busto plissado.

Depois dos devidos ajustes, escolha de sandália, cabelo, anéis... eis o resultado:

Meu vestido: "frente e verso"

Detalhes: Bordados do vestido, sandália brinco e anel de pérolas (presente de formatura que ganhei do papai), anel de safira (emprestado da mamãe)

Unhas: Tatoo - Coleção Isabeli Fontana, da Risqué + Na Mira 3D, da Impala

Detalhes do cabelo e do make (tudo feito no Delú Cabeleireiros, salão da Lu, que eu falei sobre aqui)

Family: Mamãe, Daniel (namorado/padrinho de formatura), Papai e Irmão (essa foto é do after-party, não reparem nas caras de acabados! hahaha)

Love ♥; With the girls (Thalita, Kátia e Mom); With the Boys (Mateus, Dani e Adhemar)



E aí, aprovada?

UPDATE: A Emily me perguntou nos comentários e mais gente no Face (sim, sou dessas que falam "face"), então lá vai: O vestido custou R$349,00. Não é aquela coisa que você fala "está dado", mas em comparação a outros vestidos  longos/ bordados/ de festa que andei vendo por aí, achei ele muito mais bonito (modéstia pra quê?) e relativamente barato. Já a sandália eu comprei na Feetway do Shopping Metrô Tatuapé (a loja, aliás, merece um post exclusivo, porque tem uma coleção maravilhosa de sapatos de festa), é da Crysalis e custou R$109,90. Vale ressaltar ainda que toda a vestimenta/beleza foram os presentes de formatura que ganhei da minha mãe! :)


Cardigan: Não, não é coisa de vovó!

Desde sempre eu ouço pessoas do meu círculo social falando que "blusas de lã" ou peças similares são "coisa de gente velha". Lembro da época do colégio, no inverno, em que coitado de quem fosse com uma dessas: era zoado na certa! "Ei, de onde saiu essa blusa, do guarda-roupa da vó?"
Aí não é de se admirar que eu tenha ficado um pouco traumatizada, né? hahaha

Só que nos últimos tempos eu venho reparando o quanto isso é pura besteira, e um dos meus itens de desejo atual é um cardigan!

Tradicionalmente, o cardigan é uma espécie de jaqueta de lã que possui botões frontais. Diz a lenda que ele foi inventado por um general britânico no século XVIII. Depois de ter caído em desuso ao longo dos anos, foi popularizado em meados dos anos de 1920 por ninguém menos do que (sempre ela!!!) Coco Chanel.

Coco Chanel imortalizando, dentre outros inúmeros ícones fashion, o cardigan


A partir de então, ele é - ou pelo menos, deveria ser - must have para qualquer fashionista, principalmente no outono, quando está frio, mas não o suficiente para usar casacos pesados (ao contrário do que pensa o pessoal de SP, que não pode sentir um ventinho e já coloca blusa com pelinho no capuz e bota... desculpem o desabafo! hahaha).

Atualmente, os cardigans ainda possuem formatos, cores e caimentos diferentes que os elevam ao patamar de camaleões da moda: podem ser usados naquele dia mais casual, com tênis e calça jeans; para uma ocasião onde a gente precisa ir mais arrumadinha, com saltos e acessórios diferentes; ou até mesmo para situações mais formais ou looks girlie, já que ficam ótimos com vestidos, saias e peças ultra-femininas.






Se Kate Moss, Kate Winslet, Reese Witherspoon e até mesmo Mrs. Michelle Obama, se renderam, porque não você?

Beijos!

"Se é para o bem de todos e felicidade geral da Nação,...


... estou pronto! Digam ao povo que fico" 

Bom, eu não sou Dom Pedro I, mas fico aqui no blog! :)

Sei que faz quase um ano (o tempo passa mto rápido!!!) que eu "abandonei" o Quarteirão, mas chegou um ponto onde eu não consegui conciliar faculdade, trabalho, minha vida pessoal e as postagens por aqui... e não acho certo fazer algo só por fazer, sem ligar pra qualidade.


Mas agora, finalmente, sou uma profissional formada (uhul!!!) e isso aqui me fez falta, principalmente durante essa última semana de SPFW, com todo mundo postando e comentando e coisa e tal.

Então é isso, em breve a "programação normal". Enquanto isso, fiquem com o motivo pelo qual eu me ausentei por tanto tempo: Meu TCC - do qual depois de tanto tempo de trabalho em grupo, choro e insônia, eu tenho muito orgulho!!!
É um videodocumentário de 26 minutos sobre o cotidiano de quatro mulheres fanáticas por futebol. E eu sei que é um saco assistir vídeos em mais de uma parte, mas ele está em HD e não deu pra colocar em um arquivo só...







Beijos!!!

P.S.: E antes que eu me esqueça, me sigam no Instagram!!! @mari__bs

Powered by Blogger widgets